Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

A máquina encarnada está bem afinada!



Foi um arraso! A equipa que melhor futebol pratica em Portugal não deixou pedra sobre pedra no xadrez boavisteiro. Nem o árbitro do Sporting, que alinhou pelo Boavista, conseguiu impedir a máquina encarnada de produzir um futebol de encantar. Deste Tiago Lagarto não seria de esperar outra coisa, depois de, como VAR no último derby, ter deixado passar o golo do Sporting em fora-de-jogo e não ter visto vários penáltis a nosso favor.

Para além da qualidade futebolística exibida, os nossos jogadores mostraram enorme maturidade ao não se deixarem enervar pela acção sabotadora do árbitro, cujo erro menos desonesto até terá sido o penálti perdoado ao Boavista. São assim os nossos Campeões!

Alguns destaques individuais
Mais uma grande exibição do Cervi, o nosso novo especialista em bolas paradas. Desta vez produziu dois golos a partir de pontapés de canto. Sofreu um penálti e participou em inúmeras combinações ofensivas que destruíram a defesa contrária. É assim o nosso Boneco Diabólico!

Pelo desempenho que o Zivkovic tem tido a interior esquerdo, fico com a ideia que até será esta a melhor posição para o sérvio. Já quando jogava a extremo, fosse à esquerda ou à direita, as suas acções não se resumiam aos típicos movimentos de jogador de corredor lateral. Esta nova função permite-lhe explorar a vasta gama de recursos de que dispõe. Agora, coloca ao serviço da equipa todo o futebol que tem nos pés, na cabeça e no coração. Recupera bolas, organiza, passa curto ou longo, ou avança ele próprio em slaloms imparáveis. Conforme a hora e o local em que se encontre, escolhe a melhor opção em cada ocasião. É assim o nosso astro sérvio!

Aos 18 minutos de jogo já era de noite, mas fez-se DIÁÁÁÁÁH (foi assim que soou o golo do Rúben) no Terceiro Anel! Deve sentir uma emoção tremenda ao ouvir o seu nome a ecoar desta maneira no Estádio que frequenta desde menino, após fazer um golo pelo Clube do seu coração! Mas olhando para o moço, ninguém lhe detecta a mínima alteração do estado de espírito. Permanece focado e concentrado, seja qual for o cenário. É assim o nosso futuro Capitão!


O nosso modelo de jogo - mobilidade constante e rápidas trocas de bola entre o quinteto da frente; pressão alta; recuperação imediata da bola e reciclagem contínua dos ataques - assenta muito na voracidade e ubiquidade do Fejsa. É ele, com as suas inúmeras recuperações de bola e omnipresença a bloquear as tentativas de saída em contra-ataque dos adversários, que nos permite praticar durante largos períodos um futebol tão avassalador. É assim o nosso monstro sérvio!

Não terá dado tanto nas vistas como alguns companheiros, mas o Pizzi fez um excelente jogo. Sempre próximo das áreas de acção, a jogar muitas vezes a um-dois toques, permitiu uma enorme fluidez ao nosso jogo. Fez vários passes longos com muita precisão, a mudar de flanco rapidamente, que provocaram um desgaste tremendo ao adversário. É assim o nosso maestro!

Intransponível a defender (apesar duma perda de bola comprometedora) e temível na bola parada ofensiva. Um golo e uma assistência. É assim o Jardel, o nosso Guerreiro!

Eficiente a defender e cada vez mais decisivo a atacar, já leva seis-assistências-seis! É assim o Senhor Almeida!

Passa uma semana inteira a armazenar energia para depois deitar tudo cá para fora nos minutos que o mister lhe der. Varre a zona defensiva adversária sem descurar o mais pequeno tufo de relva. Luta por cada bola como se não houvessem bolas perdidas. Obriga o guarda-redes adversário a bater rápido na frente, permitindo a recuperação imediata. E ainda tem destreza para aproveitar a mínima oportunidade que surja para fazer um golito. É assim o Raúl, o nosso furacão mexicano!

Apesar da noite menos inspirada do Jonas (temos que rever os penaltis, Pistolas!), das hesitações do Varela, da violência dos jogadores do Boavista e do esforço titânico do árbitro para inclinar o campo contra nós, ganhámos de goleada! Assim se vê como está bem afinada, a máquina encarnada!
Ficha do jogo (aqui)
Parabéns aos Campeões Nacionais de Atletismo! 
Assim se vê a força do SLB!!






6 comentários:

  1. Realmente, o André Almeida merece todos os elogios. E no dia que os benfiquistas esquecerem de vez o Nélson Semedo logo verão que aquela posição nunca será um problema com o André. Claro que teremos de encontrar outro lateral de valor para rivalizar com ele, mas podemos dormir descansados. E não sei se reparaste que o Diogo Gonçalves combinou muito bem com o Almeida e o Pizzi. O Rafa que se cuide. Acredito que o Rui Vitória vai fazer um rodízio entre o Diogo e o Rafa. Destaque também para os magistrais cantos do Cervi e ainda para Zivkovic. Mas enfim, toda a equipa jogou muito bem. Dá gosto vê-los jogar.

    ResponderEliminar
  2. O Diogo já tinha estado no golo em Portimão e volta a participar agora. É uma opção válida. Pela direita, talvez seja mais simples para ele agora. Mas gostei da primeira parte do Rafa. Acelerou muito o jogo e provocou desgaste. Por mim, merece a próxima titularidade. Quanto ao rodízio... é preciso é que estejam no ponto!

    ResponderEliminar
  3. A velocidade do Rafa talvez não tenha igual em Portugal. Mas ele às vezes parece não saber usá-la da melhor forma. E talvez a ansiedade para vê-lo acertar sempre nos tire um pouco da paciência com o jogador. Muitas vezes ele aparece no um para um e basta meter a 5ª velocidade para deixar o seu marcador a milhas mas atrapalha-se com a bola e perde a jogada. Lembro-me de um tal Carlitos que jogava uma monstruosidade como extremo direito no Estoril, mas quando foi para o Benfica parecia outro, um autêntico perna de pau e não acertava uma jogada. Claro que o Rafa já mostrou um pouco do que pode fazer, mas todos esperamos muito mais. Muito mais!
    Força Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para além da velocidade de ponta, o Rafa consegue fazer uma coisa que nem todos os jogadores rápidos conseguem, que é mudar de direcção com a bola controlada sempre em alta velocidade. O aproveitamento desta característica é que não tem sido o melhor. Mas mantenho a ideia, com alguns jogos seguidos ele vai ganhar tranquilidade e o entrosamento com os colegas também será melhor.

      Eliminar
    2. Concordo contigo Miguel. Ao Rafa falta-lhe apenas a tal série de jogos consecutivos.

      Eliminar
  4. Vamos Rafa! Tu consegues! Como não lembrar daquela arrancada supersónica no maravilhoso golo do Salvio contra o Sporting na época passada? Realmente, às vezes precisamos ter calma com os jogadores. Mas é o que digo. A vontade de vê-lo acertar é tanta que acabamos por exigir demais dele. Ele e outros.

    ResponderEliminar

Partilha aqui a tua opinião