Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

quinta-feira, 9 de março de 2017

VOLTAREMOS MAIS FORTES




O Borussia de Dortmund foi claramente superior no conjunto das duas mãos e merece o apuramento para os Quartos-de-Final da Liga dos Campeões. Quando assim é, resta-nos dar os parabéns ao adversário e esperar que na próxima época nos possamos apresentar mais fortes nesta competição e voltar a chegar mais longe. Na minha opinião, devemos estipular como objectivo mínimo para o Benfica europeu o apuramento na fase de grupos, e esse foi alcançado.

Uma derrota por quatro a zero tem sempre o seu peso anímico. Esperemos que passe rápido e não afecte a confiança dos nossos jogadores para o principal desígnio da época, a conquista do Tetra. Este resultado ajustava-se mais ao encontro da primeira mão e parece-me algo exagerado para o encontro de ontem. Os deuses do Futebol por vezes escrevem certo por linhas mais ou menos tortas...

Apesar de termos sofrido um golo logo aos 4', o Benfica não se desconjuntou e até conseguiu equilibrar a contenda na primeira parte. O nosso meio-campo bem preenchido e pressionante impediu o Dortmund de chegar com perigo à nossa baliza nos primeiros 45'. Ao intervalo, tínhamos razões para sentir algum optimismo pois a possibilidade de fazermos um golito era real e dar-nos-ia preciosa vantagem na eliminatória. A nossa entrada na segunda parte alimentou ainda mais esta esperança. Aquela oportunidade desperdiçada pelo Cervi aos 47' terá sido o momento do jogo.

Entretanto, o Dortmund conseguiu aumentar a velocidade de circulação e descobriu os espaços até então fechados à entrada da nossa área. É assim que fazem o dois a zero, por Pulisic, aos 59'. Logo de seguida, o Salvio arruina as nossas hipóteses ao quebrar a linha de fora-de-jogo deixando o Schmelzer em posição legal para cruzar para o Aubameyang encostar facilmente no terceiro e decisivo golo dos alemães.

Até eu, um optimista irritante, senti um enorme abalo na minha confiança em passarmos esta eliminatória quando sofremos o três zero. Os dois golos que nos faltavam revelaram-se uma miragem. Acabámos por sofrer o quarto - castigo demasiado pesado - ainda por cima porque foi obtido em fora-de-jogo, se bem que sem influência nas contas do apuramento. Diferença teria feito a expulsão do Dembelé, que devia ter ocorrido na primeira parte.

Sabíamos que não se repetiria a sorte da Luz e que precisávamos de jogar melhor para seguirmos em frente. De facto melhorámos, mas não foi suficiente. Para o ano regressaremos à Liga dos Campeões. Com mais experiência e com mais qualidade, voltaremos mais fortes. Agora temos de fazer uma demonstração de força e somar os três pontos na recepção ao Belenenses, segunda-feira na Luz. Estamos todos convocados! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha aqui a tua opinião