Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Reflexões de um Benfiquista preocupado mas não derrotado





O Benfica tem um plantel composto por excelentes jogadores com provas dadas. 
O plantel actual do Benfica soma 51 títulos de campeão nacional e um sem número de taças.

O nosso treinador conquistou os dois campeonatos que disputou ao serviço do Benfica. 
No primeiro, até bateu o recorde nacional de pontos.
O nosso treinador conquistou 6 dos 9 títulos nacionais que disputou ao serviço do Benfica.
O nosso treinador conseguiu dois apuramentos consecutivos na fase de grupos da Liga dos Campeões (feito inédito no nosso Clube) e alcançou uma vez os Quartos-de-Final. De resto, nesta eliminatória, frente ao poderoso Bayern de Munique, perdemos por um resultado agregado de 3-2 e deixámos uma bela imagem, que mereceu rasgados e sinceros elogios do mestre Guardiola.

O nosso treinador já provou por mais de uma vez que tem estaleca para enfrentar as maiores adversidades. Recordemos a campanha porca movida pelo Sporting e pelo seu treinador na sua época de estreia ao serviço do Glorioso. Recordemos a campanha porca movida pelo Porto e pelo Sporting na última época e o efeito que teve nos árbitros, condicionando-os contra nós. Recordemos ainda a terrível onda de lesões que afastou muitos dos principais jogadores durante muito tempo na época transacta. 

Para todas as dificuldades com que se deparou até agora, o nosso treinador conseguiu sempre encontrar as soluções e acabou por sair a ganhar.

Será isto o suficiente para ficarmos descansados e assumirmos que, mais uma vez, voltaremos a ganhar, contra tudo e contra todos? De modo algum! Seria o primeiro passo para o fracasso se assim pensássemos. 

Mas também seria tremendamente injusto não reconhecermos o valor provado e comprovado daqueles que nos deram tantas alegrias nos últimos dois anos. Seria uma demonstração de fraca fé e fraco Benfiquismo deitarmos agora a toalha ao chão.

É inegável que, por alguma razão (ou razões) que não consigo descortinar, temos apresentado uma assustadora irregularidade  exibicional nestes primeiros dois meses de competição. E coloco o ênfase em IRREGULARIDADE, pois já fizemos jogos a muito bom nível esta época. 

Ao contrário do que é infelizmente tão comum nestas situações, não alinho em discursos de bota-abaixo, em que nada presta, nada se aproveita. Pelo contrário, se conseguirmos ter em quase todos jogos o Benfica que tivemos na Supertaça e na Liga frente ao Braga, Chaves, Belenenses e Paços de Ferreira teremos o regresso à normalidade. A normalidade que nos permite vencer cerca de 80% dos jogos que disputamos. A normalidade que nos permitirá ser Pentacampeões!

Urge, pois, identificar as causas deste "transtorno dissociativo de identidade" que tem afectado a equipa, eliminá-las e retomar o trilho das vitórias. Esta é a tarefa que cabe agora ao mister Rui Vitória. Terá de ser ele o protagonista da mudança, seja através da acção psicológica, discursiva, estratégica ou táctica. Ou todas em conjunto.

Independentemente da perda de qualidade em duas/três posições continuamos a ter o melhor plantel nacional. Seguramente muito melhor do que dispõem as equipas que nos têm causado os recentes embaraços. Não faz sentido que sejamos nós os primeiros a desvalorizar aquilo que temos. Ainda estamos muito a tempo de recuperar os pontos perdidos na Liga, assim o mister descubra novamente o caminho do sucesso. Eu acredito!

Força BENFICA!!





2 comentários:

Partilha aqui a tua opinião