Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

sábado, 29 de outubro de 2016

BENFICA EM GRANDE

O gesto do Guedes no primeiro do Benfica 3-Paços de Ferreira 0...faz-vos lembrar alguém?

Numa semana tão importante para a vida do nosso Clube era fundamental fechar com uma vitória em casa, frente a um interessante Paços de Ferreira. E assim foi - vitória clara por três golos sem resposta.

Um - Zero. Para ganhar o jogo e somar três pontos.
Dois - Zero. Para assinalar a renovação de contrato com o Presidente Luís Filipe Vieira.
Três - Zero. Para celebrar o 13º aniversário do novo Estádio da Luz. 

Novamente perante mais de cinquenta mil almas benfiquistas, a nossa equipa voltou a demonstrar o bom momento que atravessa e promete continuar. A entrada não foi brilhante e permitimos que o Paços apresentasse os seus argumentos, ainda que sem criar perigo real.

Aos dez minutos pegámos no jogo e fomos absolutamente avassaladores até ao intervalo. Apresentámos uma excelente circulação de bola em largura e com profundidade. Elaborámos belas combinações de ataque envolvendo três ou quatro jogadores, explorando as duas faixas e o corredor central. 

Sob a batuta do maestro Pizzi, os solistas Guedes, Salvio e Cervi exibiam os seus dotes artísticos apoiados num inteligente Mitroglou que ontem mostrou que também sabe ser um pivot de ataque na posição Nove.

O primeiro golo, aos 26 min., surge na sequência duma criativa combinação ofensiva em que Mitroglou recebe de Fejsa e descobre o Cervi à sua frente, no corredor central. O argentino toca de primeira com o pé direito para o Gonçalo Guedes que tinha espaço na meia direita. Sem meias medidas, o novo Princípe da Luz rebenta uma bomba que explode no canto superior esquerdo da baliza. O keeper do Paços não Defendi. Nem podia! Golão!




Ao intervalo, o resultado era escasso perante tal caudal ofensivo com momentos de futebol arrebatador. 

Na segunda parte voltámos a não entrar muito bem, mas também não levámos muito tempo a retomar o domínio absoluto. Aos 64 min., Fejsa recupera a bola, Eliseu ganha a profundidade e cruza mortalmente para Salvio, com a cumplicidade de Mitroglou, atirar a contar. De primeira e na passada. Golão!





Faltava um golito para arredondar as contas e fazer jus ao aniversário da Luz. Aos 87 min., o Pizzi, já farto de distribuir mel pelos colegas, resolve ir por ali adentro, combina com o Raúl, arma-se em Messi e faz um slalom entre três ou quatro adversários antes de selar os três pontos. Golão!






Tempo ainda para uma referência aos elementos mais recuados:

Ederson - Teve pouco trabalho. Uma saída que podia ter corrido mal. Ia fazendo uma assistência para o Mitroglou num pontapé-de-baliza. Renovo a minha aposta que ainda o veremos assistir um colega.

Nelson Semedo - Está em grande forma e cada vez mais competente a defender. Ajuda muito ter o Capitão ao lado, né puto? E sempre que ataca ganhamos mais um extremo rapidíssimo e criativo.

Lindelof - Fez ontem o seu melhor jogo desta época, impondo a sua lei em todos os confrontos e boas decisões nas saídas. Parece mais adaptado à posição de central esquerdo. Ajuda muito ter o Capitão ao lado, né puto? 

Luisão - Nos seus sete jogos a titular sofremos um golo. E foi de penalti, oferecido pelo Celis ao 1º de Dezembro.

Eliseu - Fechou bem o seu corredor, fez bons cruzamentos, tensos, como é seu timbre e uma assistência.

Fejsa - Já se torna repetitivo elogiar os desempenhos deste monstro. Que tenha muita saúde e que os tubarões não percebam que é um dos melhores médios defensivos do mundo.

E pronto, agora é descansar bem para 3ª feira ganharmos ao Dinamo de Kiev. Depois logo pensamos no Dragão.

P.S. Não resito... A nossa vizinhança da Segunda Circular não tem que se preocupar com os resultados, nem com o pobre futebol apresentado, nem com o plantel desequilibrado. Importante sim é preocuparem-se em impedir que o rapaz estacione o carro vermelho em Alcochete. 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha aqui a tua opinião