Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

PERSONALIDADE, ATITUDE E... ESTRELINHA!



A vitória de ontem do Benfica em Kiev é muito animadora em vários aspectos. Desde logo, pelos três pontos somados que nos mantêm com todas as possibilidades de passar aos oitavos-de-final. (Foi uma pena o resultado de Nápoles). Depois, pelo chorudo prémio monetário. Também pelo prestígio internacional sempre associado a uma vitória num campo difícil. E ainda, porque é mais um passo importante na afirmação desta equipa e de vários jovens jogadores.

O onze inicial não apresentou surpresas, o que só por si é uma demonstração da confiança do treinador no modelo de jogo habitualmente praticado. A forma como o Benfica procurou sempre ter bola e jogar no meio campo adversário reforça esta confiança do mister e a crença dos jogadores naquilo a que se chama a "identidade da equipa". 

Devo confessar que ao longo do jogo achei que seria preferível juntar as linhas mais atrás e explorar o contra-ataque. Sobretudo quando se constatava que o adversário criava perigo em jogadas de contra-golpe e éramos apanhados com vários jogadores nossos para lá da linha da bola. Seria frustrante deixar fugir a vantagem num jogo de Champions, ainda por cima fora. Felizmente não sofremos golos apesar de termos concedido demasiadas oportunidades flagrantes. Tivemos personalidade, atitude e...estrelinha!

Algumas apreciações individuais, começando de trás para a frente:

Ederson - Quatro intervenções de grande nível a negar outros tantos golos aos ucranianos. Uma saída em falso que não deu golo porque...tivemos estrelinha.

Luisão - Ficamos tão mais fortes com o Capitão em campo! Foram manifestamente exageradas as notícias da sua morte desportiva.

Lindelof - Esta época ainda não tivemos o centralão intransponível que o sueco é. Será por estar a jogar na esquerda? Será que não está na sua melhor forma física/mental?

Grimaldo - Até me apetece pedir-lhe para ele jogar menos, a ver se não o levam já em Janeiro. Saiu-lhe a fava (leia-se Yarmolenko) e deu conta do recado, contou com a ajuda preciosa do Cervi para defender e ainda teve tempo de fazer dois ou três brilharetes na frente.

Fejsa - Monstruoso com tem sido sempre.

Pizzi - Importantíssimo a organizar, a marcar os ritmos de jogo, sempre a aparecer onde a equipa precisava dele. É delicioso o passe para o Salvio no golo do Cervi!

Cervi - O "boneco diabólico" parece gostar dos jogos grandes. Para além do golo e de várias investidas pelo meio campo adversário, fez ontem um jogo de enorme entrega e sacrifício com grande relevo no plano defensivo. A dupla Cervi-Grimaldo carbura cada vez melhor.

Guedes - Está em grande forma o Gonças! Tem sabido aproveitar muito bem o espaço que lhe foi dado (pelas lesões dos colegas de ataque), está confiante e é cada vez mais influente. Ainda tem muito para melhorar na tomada de decisão, mas os dezanove anitos dão-lhe tempo para isso.

Em suma, uma bela vitória num grupo completamente em aberto para os três primeiros. De tal forma, que tive dificuldade em "escolher" o resultado para o Besiktas - Nápoles. Após alguma reflexão, opto pela vitória dos turcos, valorizando o facto de ainda recebermos os italianos e irmos a Istambul. Obviamente, é obrigatório vencer o Dinamo na Luz.

Mas antes disso - e muito mais importante! - é vencermos no Restelo, domingo à noite. Já tenho bilhete e lá estarei para fazer a minha parte.

VIVA! VIVÓ BENFICA!!



Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha aqui a tua opinião