Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

É MAIS UMA, SE FAZ FAVOR!




Chamam-lhe taça da cerveja, não é? Pois bem, então chamo para o título deste artigo a expressão que costumo utilizar quando acabo de beber uma. E que também se aplica na perfeição à sede de conquista de mais uma Taça da Liga pelo Glorioso Sport Lisboa e Benfica.

Indiferente ao ruído provocado pela inveja e pela frustração dos que nunca a ganharam e por isso tentam desvalorizá-la, eu gosto muito da Taça da Liga. Pelo seu formato e, admito, pelo nosso histórico nesta competição, gosto mesmo muito da Taça da Liga. Associo-a à nossa recuperação da hegemonia do Futebol Português.

Formato da Prova
Primeira fase - jogos a eliminar, numa só ronda com sorteio puro, entre as equipas da 2ª Liga.
Segunda fase - jogos a eliminar, numa só ronda com sorteio puro, incluindo as equipas apuradas na primeira fase e as equipas da 1ª Liga, exceptuando os quatro primeiros classificados da Primeira Liga na época anterior.
Terceira fase - São constituídos quatro grupos de quatro equipas, em que os quatro primeiros classificados da Primeira Liga na época anterior são os cabeças-de-série, e as restantes doze equipas são as apuradas da segunda fase. As quatro equipas jogam uma só vez entre si, disputando cada equipa três jogos. 
Semi-final e Final - O primeiro classificado de cada grupo é apurado para a meia-final, a uma mão. Os dois semi-finalistas vencedores disputam a final, também a uma só mão.

A Taça da Liga deste ano tem a particularidade de concentrar na mesma semana as meias finais e a final. 

Para além de ser uma prova "mista", com jogos a eliminar e com uma fase de grupos, tem também regras especiais relativas à utilização de jogadores, impondo a participação de jogadores formados localmente. Por isto e por ser considerada a terceira prova na hierarquia das competições internas, é comum vermos as equipas alinharem com as "segundas escolhas". Como tal, a Taça da Liga é um verdadeiro um teste à profundidade de cada plantel.

E é assim que começa a explicar-se a superioridade do Benfica, comprovada por sete triunfos em nove edições. É que a qualidade das nossas segundas(?) escolhas não fica claramente abaixo da qualidade das primeiras. Aliás, esta época por ex., ainda nem conseguimos definir unanimemente qual o melhor onze do Benfica.


ASSIM SE VÊ A FORÇA DO SLB!

São muitas as equipas que podem chegar a uma final e vencer uma ou outra Taça da Liga. O Vitória de Setúbal e o Braga já a conquistaram. O Rio Ave, o Marítimo, o Gil Vicente e o Paços de Ferreira chegaram perto, assim como o Porto e o Sporting. Mas quando esta competição é ganha tantas vezes pelo mesmo Clube, é revelador de algo muito significativo. Revela que esse Clube tem, de forma consistente e continuada, o melhor plantel do Futebol Português!

A melhor equipa conquista a Primeira Liga. O melhor plantel conquista as Taças da Liga. Eu quero mais uma, se faz favor!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Partilha aqui a tua opinião