Páginas


Luisão - Vinte Títulos! (and counting...)

Se todas as batalhas da

"SE TODAS AS BATALHAS DA HUMANIDADE SE TRAVASSEM APENAS NOS CAMPOS DE FUTEBOL, QUÃO BELAS SERIAM AS GUERRAS!" (Augusto Branco)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

POSSIBILIDADES PARA DOMINGO


Não, não me refiro a resultados possíveis. Isso é tripla, como sempre. Mas estou com pica para o jogo e tenho o pressentimento que vamos ganhar. (Bom... tenho que reconhecer que é raro que assim não seja)

Refiro-me a explorarmos as possibilidades para o nosso onze inicial. Partamos do princípio que deverá haver algum ajuste, considerando não apenas o adversário, mas também a sucessão de jogos deste período. Ao mesmo tempo, não é crível uma revolução. Seria imprudente e inusitado em Rui Vitória. Ou será que...?

Então proponho este alinhamento, muito próximo do habitual: 







Pizzi mantém a função de organizador, na meia-direita, dando o corredor ao Nelson


Mais poder de choque no meio campo com a presença do Samaris


Possibilidade de cambiar para 4-2-3-1, com o Guedes a abrir na direita e o Pizzi a 10








Caso o resultado se torne favorável este onze permite-nos, sem fazer substituições, baixar linhas e jogar em 4-1-4-1



em vez do Mitro pode ser o Raúl

em vez do Guedes pode ser o Rafa


em vez do Samaris podia ser o Danilo se estivesse "rodado"


em vez do Lindelof pode ser o Jardel









E agora algo completamente diferente, surpreendente e improvável:






Claro que não acredito que isto aconteça, mas era giro se resultasse.

Apostar no efeito emocional do Carrillo contra o Sporting

Apostar na "arma secreta" Jonas

Dotar a lateral esquerda de um esquerdino, Cervi










Enfim, há muitas formas de viver os dias que antecedem um grande jogo. Gosto desta.
É Futebol!!


7 comentários:

  1. Inventar em jogos deste calibre costuma dar barraca...a alteração urgente que RV tem fazer é no centro da defesa...algo não está bem...

    ResponderEliminar
  2. Sim, inventar no Domingo seria muito arriscado.

    Acho que a nossa melhor dupla de centrais é Jardel e Lindelof, mas para o derby mantinha o Luisão. Experiência e voz de comando são muito importantes nestes jogos. Se o Jardel estiver fino para jogar, entrava em vez do Lindelof que tem estado um bocado desconcentrado.

    ResponderEliminar
  3. Metia o Rafa e o Crvi nas alas e mantinha Pizzi e Feja no meio-campo. Atrás deixava o Luisão mas metia o Lizandro. O sueco precisa de banco

    ResponderEliminar
  4. O primeiro 11 sem dúvida seria o mais equilibrado,talvez com o Raul em vez do Mitro! Até os comemos amanha !!

    ResponderEliminar
  5. Ó Miguel, vais tirar o Raúl do onze porque motivo? O mexicano tem marcado e tem trabalhado, porque raio vai sair agora do onze?

    ResponderEliminar
  6. PP, aí tenho algumas dúvidas, e no segundo quadro refiro que pode ser o Raúl em vez do Mitro. E também o Rafa em vez do Guedes. A questão essencial é o reforço do meio campo e a saída do Salvio do onze.

    A opção pelo Mitro está relacionada com o facto de ele ser mais "clínico" que o Raúl em situações de finalização. Este é daqueles jogos em que a frieza nos momentos decisivos faz a diferença. Lembras-te do Brian Ruiz em Alvalade o ano passado?... E do Mitro no mesmo jogo?

    Mas se jogar o Raúl também ganhamos outras coisas, principalmente capacidade de pressão alta.

    ResponderEliminar
  7. Rouxi (nome curioso!),

    Também acho que o sueco está a precisar de banco e quando regressasse à equipa devia jogar a central direito. Ele não se está adaptar bem a central esquerdo. Em igualdade de circunstâncias, prefiro o Jardel porque dá mais garantias que o Lisandro. O brasileiro já está a treinar há um mês, mas está sem ritmo de jogo. Se estiver fino, seria a minha escolha.

    ResponderEliminar

Partilha aqui a tua opinião